4:47 am

Paciência infelizmente não é uma virtude muitas vezes encontrada por aqueles que mais a procuram.

O ser humano normalmente percorre um percurso irritantemente previsível de vida. Quando digo isto estou a mencionar que infelizmente já se sabe que a sua vida será feita por enormes alegrias, enormes desilusões mas também muitos arrependimentos. Arrependimentos estes que rapidamente são seguidos por uma tomada de consciência que na sua maioria das vezes passa por: “Oh porra, cheguei tarde demais” ou então “porque é que eu não me apercebi disto mais cedo?”.

Depois tenta-se emendar o erro, procurando por todo o lado résteas de esperança que façam com que seja possivel remediar o buraco de tempo que subitamente se apoderou de toda a situação.

E adianta? Não faço a menor ideia.

Mas no entretanto, tenta-se.

Marcha Orgulho LGBT Lisboa 09

A marcha de Lisboa foi absolutamente brutal!

Não tinha ainda tido a oportunidade de estar presente numa marcha LGBT em Lisboa e fiquei absolutamente maravilhada com o que vi.
Centenas, milhares de pessoas a marchar por baixo do sol abrasador que se fazia sentir na capital. (Fiquei com uma bolha na mão só por estar a segurar uma faixa.. apenas para terem noção do calor que se fazia sentir)

Estava um ambiente fantástico. Não consigo descrever melhor do que isto. Alias nunca consigo descrever a minha sensação quando estou presente numa marcha LGBT. A única coisa que sei é que no final estou sempre sem voz.. E lá, aconteceu exactamente a mesma coisa.

——

Apesar de apenas ter passado uma noite em Lisboa aproveitei para rever alguns amigos, ir beber um copo ao centro LGBT, conhecer o Maria Lisboa. Foi um fim-de-semana muito, muito bom 🙂

Agora voltando ao Porto, com ele vem o trabalho e as responsabilidades. 🙂

Até ao próximo post!

vamos falar sobre isso

O mica-ME vai reiniciar a sua actividade desta vez com uma tertúlia com o tema “Porquê as marchas? Porquê orgulho?”.

40 anos depois dos motins em Stonewall Inn, Nova Iorque, os movimentos LGBT pela reinvindicação de direitos civis e sociais mantém a sua pertinência e validade, um pouco por todo o mundo. Contudo, permanece imperativo questionar-mo-nos sobre as diferentes formas de intervenção e visibilidade no contexto LGBT.

O Porto não é excepção a essa questão, e o mica-ME quer trazer este assunto para discussão, convidando-vos a participar, dia 27 de Junho, pelas 16 horas, no Bekota Bar.

Contamos contigo!

http://mica-me.blogspot.com/

Há coisas do diabo (falta é ali um corninho..)

Sim meus amigos, é verdade:

Isto é um tomate.

X Marcha do Orgulho LGBT (Lisboa 20.06.2009)

Eu vou!

Home

We are living in exceptional times. Scientists tell us that we have 10 years to change the way we live, avert the depletion of natural resources and the catastrophic evolution of the Earth’s climate.

The stakes are high for us and our children. Everyone should take part in the effort, and HOME has been conceived to take a message of mobilization out to every human being.

For this purpose, HOME needs to be free. A patron, the PPR Group, made this possible. EuropaCorp, the distributor, also pledged not to make any profit because Home is a non-profit film.

HOME has been made for you : share it! And act for the planet.

Yann Arthus-Bertrand

HOME official website
http://www.home-2009.com

Fiquei absolutamente estupefacta com este documentário. Aconselho vivamente a verem e também a divulgarem o mesmo.

Dá vontade de viajar pelo mundo inteiro e encher de porrada toda a gente que ousar sequer pisar uma plantinha inocente e viva.

Vejam. Está realmente muito mas muito bom. Está disponivel para visualização no you tube!

Wolf’s Rain

Há séries que nos marcam. Wolf’s Rain foi sem dúvida uma delas. É uma história de amor, coragem, força.. mas acima de tudo esperança. Acho que foi o único anime até hoje que me fez chorar baba e ranho. Consigo identificar-me com todas as suas mensagens *suspiro*

Resolvi reviver *